Voltar



Por que as crianças tem Amigos Imaginários?

Segundo especialistas, não é prejudicial para uma criança ter um amigo imaginário. Para eles, criar essa companhia (invisível, ou materializada em brinquedos) e dar a ela personalidade própria, é uma característica natural e que pode contribuir até mesmo para seu desenvolvimento cognitivo. Mas os pais precisam acompanhar de perto.



A partir dos 3 anos de idade as crianças já começam a falar palavras e a partir dai a imaginação delas afloram, criando historinhas em suas mentes. Isso contribui para a interação e construção de vínculos afetivos. Assim brincadeiras fantasiosas se intensificam e a crença em seres fantasiosos aumenta.

Por parte dos adultos, é preciso que tratem o tema com os pequenos com naturalidade e que não os repreendam ou neguem a existência do amigo imaginário, para não os entristecer ou ofender, pois para eles é algo verdadeiro.

Amigos imaginários perduram até por volta dos 6 anos de idade e o sumiço deles tem a ver com o amadurecimento cognitivo da criança a diferenciação entre o que é subjetivo e o real.

Ao mesmo tempo, a criança também desenvolve sua segurança emocional e, com o convívio diário com amigos reais, acaba percebendo que manter a fantasia não faz muito sentido.
Lembrando que essa transição é gradual e não deve ser acelerada com cobranças, castigos ou restrições ao uso de brinquedos.


Créditos da Coluna: Vanessa Vigatto, Pedagoga de formação inicial, por 20 anos foi professora de Educação Infantil, formada em psicopedagogia, especializada em Psicanálise e Neuropsicopedagogia. Uma apaixonada pelo desenvolvimento Humano. Mãe de duas crianças, é uma referência no assunto ABC Paulista, atende em período integral em seu consultório em São Bernardo do Campo. Marque uma avaliação pelo link do whatsapp, clicando no link https://bit.ly/33PRk6j

Créditos da edição e moderação: Ana Paula Balog - Profissional de Marketing, Geração de Conteúdo e Moderadora no Mom's do ABC



 

Publicado em: 26/01/2021



Veja Também