Voltar



Pais, Filhos e a Pandemia

Há muitos livros escritos para pais e mães com objetivo de ensinar como educar os filhos, trazendo dicas e erros a evitar, como se fosse uma fórmula pronta e que se adéqua a todas as famílias.
Tão pouco se é falado que cada família deve buscar entender o funcionamento e o desenvolvimento no contexto familiar de cada criança!



Pais, Filhos e a Pandemia....

Estávamos perdidos na era da modernidade, onde a convivência com os filhos era cada vez menor, e fomos surpreendidos com uma nova realidade os pais e filhos se reencontraram em seus próprios lares. 

E agora? Quantas coisas não sei sobre meu filho, seus gostos, seus hábitos, seu paladar...

Podemos “ensinar” os pais a voltar ao primeiro olhar dos seus filhos? E as angústias, as dificuldades para educar?

É correto afirmar que nossas crianças sofreram as consequências de uma pandemia, como pais e responsáveis pelo futuro dos pequenos, é nossa obrigação oferecer uma vivência repleta de cuidados e amor, ensinar e relações mais amorosas, respeito, cuidado, e empatia com o sentimento do outro é o único caminho para formar cidadãos melhores.
Só é possível ensinar amar amando... Um cuidado ao olhar sensível a cada necessidade de seu filho, demonstra o quão importante é a convivência na busca de ser melhor a cada dia, não de ser perfeito!

Para que os pais possam compreender o funcionamento de seus filhos, não existe uma receita pronta a ser seguida, devemos entender que cada indivíduo tem suas particularidades, seu tempo, suas necessidades, suas habilidades, e suas dificuldades, e quando pais e responsáveis não consegue lidar com essas adversidades nós os profissionais podemos auxiliar no caminho, que muitas vezes pode parecer difícil... e não é vergonha nenhuma pedir ajuda! Afinal o que não sabemos, buscamos aprender esse é um ciclo da vida uma eterna aprendizagem.

As técnicas e habilidades socioemocionais podem e devem ser acompanhadas e orientadas por profissionais que estão aptos a lidar com essas circunstâncias tão rotineiras.
A aprendizagem é um processo contínuo, educar é incluir, é cuidado, é atenção, é um processo que pelo qual se adquire ao longo da vida, e que também traz impacto para toda ela.

O estímulo garante a motivação e enriquece toda a experiência. O processo evolui à medida que as crianças se desenvolvem e se tornam capaz de compreender questões mais complexas. E são os pais e educadores que que exerce o papel mais importante e decisivo nesse processo, desenvolvendo afeto, confiança e valores!

Créditos do artigo:
Glaucia Mazuline - Psicopedagoga na Clinica Neuro Ativa

Quer saber mais, veja os contatos da Neuro Ativa clicando neste link

Créditos da edição e moderação:
Ana Paula Balog - Profissional de Marketing, Geração de Conteúdo e Moderadora no Mom's do ABC



Publicado em: 23/03/2021



Veja Também